Bem vindo ao site da SPEA - sociedade portuguesa para o estudo de aves

Opções do site

Subscrever Newsletter

Outras opções do site

Pesquisar no site

Data actual

Principais opções do site

Novembro 2017
D
S
T
Q
Q
S
S
 
 
 
1
3
5
6
7
8
9
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
27
28
29
30
 
 
A Nossa Missão
A SPEA é uma ONG de ambiente sem fins lucrativos, que tem por missão trabalhar para o estudo e a conservação das aves e seus habitats, promovendo um desenvolvimento que garanta a viabilidade do património natural para usufruto das gerações futuras.
Home  > Observar Aves > As nossas aves > Como identificar
imprimir

Como identificar
A identificação de aves no campo constitui um desafio aliciante. Embora à primeira vista possa parecer algo relativamente fácil, a verdade é que pode ser uma tarefa bastante complexa e que exige alguma paciência. A tendência natural de quem está a dar os primeiros passos neste domínio é olhar para as aves como um todo. Deste modo podem perder-se muitos detalhes fundamentais para a identificação. Cada ordem de aves apresenta geralmente características próprias que as distinguem das demais. Assim, a primeira preocupação deverá ser aprender a olhar de uma forma seletiva para as aves. Há vários aspetos a ter em conta quando somos confrontados com uma espécie desconhecida:

Tamanho: A correta avaliação do tamanho de uma ave constitui o primeiro passo para a sua identificação. Sempre que possível, o tamanho deve ser calculado usando outras aves mais conhecidas como termo de comparação.

Cor: A coloração geral da ave constitui um dos aspetos mais importantes a ter em conta. Convém notar que, sob luz desfavorável, as cores podem parecer diferentes daquilo que na realidade são.

Marcas particulares: A maior parte das aves possui características particulares de plumagem que as distinguem das outras. Deve pois procurar-se qualquer marca que se saliente da plumagem.

Forma e silhueta: A forma e a silhueta das aves constituem também boas características para auxiliar à identificação. A sua correta avaliação permitirá, à partida, eliminar várias hipóteses.

Comportamento: Muitas espécies de aves têm comportamentos característicos. A sua observação cuidada poderá constituir um bom indício para a identificação.

Cantos e chamamentos: A maior parte das aves emite cantos e chamamentos distintivos. Escutar os sons produzidos pelas aves constitui uma das formas mais seguras de as identificar.

Em voo: Muitas vezes apenas é possível observar as aves em voo. Normalmente, neste tipo de observações, tudo se passa muito depressa. A identificação tem de ser feita imediatamente pois, regra geral, não há segunda hipótese. O tipo de voo (planado ou batido, por exemplo) e a forma como se desenrola (em linha reta ou circular, por exemplo) constituem também elementos importantes.

Plumagens: Em muitas espécies, os juvenis e imaturos têm plumagens diferentes das aves adultas e os machos têm plumagem diferente das fêmeas. Para além disso, muitas espécies mudam de aparência consoante a época do ano, apresentado uma plumagem mais vistosa durante a época nupcial e ficando depois com um aspeto mais discreto durante o resto do ano.


O corpo das aves é, como todos sabemos, coberto com penas. Estas não se distribuem uniformemente, agrupando-se em regiões, mais ou menos evidentes e que, com mais ou menos variações, são comuns a todas as aves. Em conjunto com as partes nuas (bico e patas), estes grupos de penas forma o que se designa por topografia das aves.

Conhecer a topografia das aves é essencial para se poder proceder à sua identificação.







Política de privacidade, adicione aos favoritos, sugira este site © 2010 spea - Todos os direitos reservados.
Seara.com