Bem vindo ao site da SPEA - sociedade portuguesa para o estudo de aves

Opções do site

Subscrever Newsletter

Outras opções do site

Pesquisar no site

Data actual

Principais opções do site

Novembro 2017
D
S
T
Q
Q
S
S
 
 
 
1
3
5
6
7
8
9
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
27
28
29
30
 
 
A Nossa Missão
A SPEA é uma ONG de ambiente sem fins lucrativos, que tem por missão trabalhar para o estudo e a conservação das aves e seus habitats, promovendo um desenvolvimento que garanta a viabilidade do património natural para usufruto das gerações futuras.
Home  > Participar > Grupos de Trabalho > Aves Noturnas > Aves Noturnas em Portugal
imprimir

Aves Noturnas em Portugal
As aves noturnas incluem dois grandes grupos: as aves de rapina noturnas (Strigiformes) e os noitibós (Caprimulgiformes). Estes dois grupos apresentam características morfológicas e ecológicas distintas partilhando, no entanto,  um comportamento tipicamente crepuscular e noturno. Existem em Portugal sete espécies de aves de rapina noturnas: a Coruja-das-torres (Tyto alba), o Mocho-d'orelhas (Otus scops), o Bufo-real (Bubo bubo), o Mocho-galego (Athene noctua), a Coruja-do-mato (Strix aluco), o Bufo-pequeno (Asio otus) e a Coruja-do-nabal (Asio flammeus); e duas espécies de noitibós: o Noitibó-cinzento (Caprimulgus europaeus) e o Noitibó-de-nuca-vermelha (Caprimulgus ruficollis).


Qual a importância ecológica das aves noturnas?

As aves de rapina noturnas são importantes para o equilíbrio dos ecossistemas pela sua posição na cadeia alimentar: enquanto predadores de topo, contribuem para a sustentabilidade das comunidades através do controlo das suas presas. Por outro lado, algumas espécies assumem uma importância direta para o Homem, dado atuarem diretamente nos ecossistemas agrícolas. Por exemplo, a Coruja-das-torres e o Mocho-galego são utilizados como auxiliares em práticas de agricultura biológica para controlo natural de pragas de roedores e insetos. Adicionalmente, as aves noturnas são espécies sensíveis à contaminação ambiental (bioacumulação), e desta forma, podem ser utilizadas como sentinelas e bio-indicadores dos níveis de poluentes nos ecossistemas.






Política de privacidade, adicione aos favoritos, sugira este site © 2010 spea - Todos os direitos reservados.
Seara.com