Bem vindo ao site da SPEA - sociedade portuguesa para o estudo de aves

Opções do site

Subscrever Newsletter

Outras opções do site

Pesquisar no site

Data actual

Principais opções do site

Novembro 2017
D
S
T
Q
Q
S
S
 
 
 
1
3
5
6
7
8
9
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
27
28
29
30
 
 
A Nossa Missão
A SPEA é uma ONG de ambiente sem fins lucrativos, que tem por missão trabalhar para o estudo e a conservação das aves e seus habitats, promovendo um desenvolvimento que garanta a viabilidade do património natural para usufruto das gerações futuras.

Espécies alvo
Freira-da-Madeira Pterodroma madeira
Distribuição: Espécie endémica da ilha da Madeira.
Diretiva Aves: Anexo I
Estatuto de conservação Europa (BiE): Em Perigo
SPEC 1
Livro Vermelho: Em Perigo
Nidifica apenas nas montanhas mais altas da ilha da Madeira e atualmente a sua população está estimada entre 70 e 80 casais reprodutores. Nidifica entre março e outubro.


Cagarra Calonectris diomedea
Distribuição: vasta distribuição pela Europa, desde o Atlântico Norte até ao Mediterrâneo. No arquipélago da Madeira ocorre a subespécie borealis e a sua maior colónia encontra-se nas ilhas Selvagens.
Diretiva Aves: Anexo I
Estatuto de conservação Europa (BiE): Vulnerável
SPEC 2
Livro Vermelho: Pouco preocupante
Maior ave marinha que ocorre no arquipélago da Madeira e está presente em todas as ilhas no entanto para as ilhas da Madeira e Porto Santo, não existem estimativas populacionais. A sua época de nidificação ocorre entre fevereiro e novembro.


Patagarro Puffinus puffinus
Distribuição: Paleártico Ocidental, encontrando-se bem distribuída no Nordeste do Atlântico, incluindo os arquipélagos Atlânticos dos Açores, Madeira e Canárias.
Estatuto de conservação Europa (BiE): Localizado
SPEC 2
Livro Vermelho: Vulnerável  
Ocorre apenas nos vales do interior da ilha da Madeira. Pela dificuldade de localizar os seus ninhos, não existem estimativas populacionais. A sua época de nidificação ocorre entre fevereiro e julho. A par da Cagarra é das espécies mais encontradas devido ao encadeamento com luzes.


Pintainho Puffinus baroli
Distribuição: Espécie endémica da Macaronésia que ocorre nos arquipélagos dos Açores, Madeira e Canárias.  
Diretiva Aves: Anexo I
Estatuto de conservação Europa (BiE): Raro
SPEC 3
Livro Vermelho: Vulnerável
Ocorre em todas as ilhas do arquipélago da Madeira, embora nas ilhas da Madeira e Porto Santo esteja presente em números reduzidos, embora não existam estimativas para a sua população nestas ilhas. Nidifica entre os meses de fevereiro e junho.


Roque-de-castro Oceanodroma castro
Distribuição: na Europa está restrita à costa rochosa das Berlengas (Portugal continental), Açores e Madeira.
Diretiva Aves: Anexo I
Estatuto de conservação Europa (BiE): Raro
SPEC 3
Livro Vermelho: Pouco Preocupante
Nas ilhas da Madeira e Porto Santo, os seus locais de nidificação são pouco conhecidos e não se conhecem estimativas para o tamanho da sua população. Está presente durante todo o ano, existindo duas populações distintas, a população de verão (março a setembro) e a população de inverno (setembro a fevereiro).


Alma-negra Bulweria bulwerii
Distribuição: na Europa está restrita à região da Macaronésia, com maior concentração no arquipélago da Madeira.
Diretiva Aves: Anexo I
Estatuto de conservação Europa (BiE): Raro
SPEC 3
Livro Vermelho: Pouco Preocupante
Os seus locais de nidificação na ilha da Madeira e no Porto Santo são pouco conhecidos e não se conhecem estimativas para o tamanho da sua população. Está presente no arquipélago da Madeira entre os meses de maio e setembro.


Fotos: © Filipe Viveiros; © AIF; © Thijs Valkenburg; © Iván Ramirez; © João Nunes







Política de privacidade, adicione aos favoritos, sugira este site © 2010 spea - Todos os direitos reservados.
Seara.com