Bem vindo ao site da SPEA - sociedade portuguesa para o estudo de aves

Opções do site

Subscrever Newsletter

Outras opções do site

Pesquisar no site

Data actual

Principais opções do site

D
S
T
Q
Q
S
S
 
2
3
4
5
8
9
10
11
12
15
16
17
18
19
23
24
25
29
30
31
 
 
 
A Nossa Missão
A SPEA é uma ONG de ambiente sem fins lucrativos, que tem por missão trabalhar para o estudo e a conservação das aves e seus habitats, promovendo um desenvolvimento que garanta a viabilidade do património natural para usufruto das gerações futuras.
Comunicados


A Ave do Ano já chegou a Portugal


O Cagarro foi escolhido como a Ave do Ano em Portugal pelos sócios da Sociedade Portuguesa para o estudo das Aves (SPEA). Esta ave marinha, também conhecida por Cagarra ou Pardela-de-bico-amarelo, uma das poucas que nidificam no Continente, Açores e Madeira, regressa nesta época do ano aos seus territórios de reprodução, depois de uma longa viagem pelo Atlântico Sul. A SPEA, através dos seus projectos e actividades, trabalha activamente para melhorar os seus habitats e promover a sua conservação.
O Cagarro é uma ave marinha pelágica, o que significa que apenas vem a terra para nidificar, sobretudo em ilhas e ilhéus. Estas aves, com estatuto Vulnerável segundo o Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal, tem 75% da sua população mundial nos Açores. 

Depois de um Inverno passado em alto mar em zonas atlânticas mais a Sul, regressa agora aos seus locais originais de reprodução. O seu som inconfundível está de volta às zonas costeiras principalmente dos Açores e Madeira. Este ano o Cagarro foi votado pelos sócios da SPEA como a Ave do Ano 2011, um sinal da sua importância e representatividade do estado dos nossos ecossistemas marinhos.

A SPEA, no âmbito do projecto LIFE+ “Ilhas Santuário para as aves marinhas”, uma parceria da Secretaria Regional do Ambiente e do Mar dos Açores, da Câmara Municipal do Corvo e da Royal Society for the Protection of Birds (RSPB), realiza desde 2009 uma série de acções destinadas a melhorar o habitat de nidificação desta e de outras espécies de aves marinhas na Ilha do Corvo e no Ilhéu de Vila Franca do Campo, na Ilha de São Miguel. 

Pedro Geraldes, coordenador do Projecto salienta que os mais de 150 ninhos artificiais colocados até à data “são importantes para conseguir ter novas populações desta ave em zonas onde já nidificaram, mas foram abandonadas devido à predação dos seus ovos ou juvenis por mamíferos introduzidos pelo homem nas ilhas, como os ratos ou os gatos”. Pela parte da Secretaria Regional do Ambiente e do Mar, Frederico Cardigos, admite que “há um grande entusiasmo com a possibilidade de encontrar um método que facilite a erradicação de ratos nas ilhas. Os resultados seriam fantásticos para a conservação das aves e, também, para a saúde pública e para o sector agrícola.”

Este ano, para além dos ninhos artificiais instalados na Ilha do Corvo terem sido alvo de melhoramentos significativos, o esforço conjunto de uma equipa de investigadores internacionais tem trazido à mais pequena ilha dos Açores as mais recentes tecnologias que permitam atrair novos indivíduos para as recém-criadas áreas de nidificação para esta e outras espécies.

A construção de ninhos artificias é só uma das acções previstas pela SPEA e seus parceiros, entre as quais estão também a avaliação de potenciais ameaças para a nidificação, a erradicação de plantas exóticas invasoras, substituindo-as por plantas endémicas e a promoção do turismo ambiental no arquipélago e ainda actividades ambientais com as escolas locais, promovendo assim a integração da população local no futuro da espécie.
 A SPEA programou uma completa série de actividades ligadas à Ave do Ano não só nos Açores, mas ao longo do país todo. O conjunto destas actividades pode ser consultado na página internet da SPEA.


Download de foto de Cagarro para ilustrar artigos sobre este tema (autoria de Joaquim Teodósio/direitos reservados)

Foto: Cagarro © Joaquim Teodósio





Política de privacidade, adicione aos favoritos, sugira este site © 2010 spea - Todos os direitos reservados.
Seara.com