Bem vindo ao site da SPEA - sociedade portuguesa para o estudo de aves

Opções do site

Subscrever Newsletter

Outras opções do site

Pesquisar no site

Data actual

Principais opções do site

D
S
T
Q
Q
S
S
 
 
 
1
2
3
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
28
30
 
 
A Nossa Missão
A SPEA é uma ONG de ambiente sem fins lucrativos, que tem por missão trabalhar para o estudo e a conservação das aves e seus habitats, promovendo um desenvolvimento que garanta a viabilidade do património natural para usufruto das gerações futuras.
Comunicados


Fogo de Monchique ameaça ninhos da Ave do Ano 2018


O incêndio que continua a lavrar desde sexta-feira em Monchique põe também em perigo a águia-perdigueira (ou águia-de-bonelli), a Ave do Ano 2018. A região alberga um dos mais importantes núcleos da espécie no nosso país, e pelo menos quatro casais poderão ser diretamente afetados.

“Pelos dados que temos disponíveis, há pelo menos quatro casais que nidificam na zona que já ardeu, com vários ninhos que poderão ter desaparecido com o fogo. E há outros casais com territórios próximo, que também podem ter sido afetados ou ainda estar em risco,” diz Joaquim Teodósio, coordenador do Departamento de Conservação Terrestre da Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA). “A serra de Monchique é um dos núcleos populacionais mais importantes para esta espécie em Portugal; as serras de Monchique e do Caldeirão são onde ocorrem os maiores e mais densos núcleos de águias-perdigueiras do país, que são também relevantes a nível ibérico e europeu.”

A serra de Monchique está classificada internacionalmente como Área Importante para as Aves e a Biodiversidade, e faz parte da Rede Natura 2000, dada a sua importância para uma variedade de espécies e habitats. Para a águia-perdigueira, esta zona tem sido, a par da serra do Caldeirão, um importante refúgio nos últimos anos. O número de águias-perdigueiras em Portugal diminuiu drasticamente nos anos 80, e apesar de esse declínio ter continuado no norte do país – onde na última década a população desta espécie se viu reduzida em 40% - no sul do país as populações têm-se expandido com tanto sucesso que inverteram a tendência nacional. Parte do segredo desse sucesso poderá ter sido um comportamento que contribui para que estejam agora mais ameaçadas pelo fogo.  

Foto: Leonardo Fernández Lázaro (CC BY-SA 4.0)

10 de agosto de 2018

» Comunicado de Imprensa para download: Word | Pdf
» Mais sobre a águia-perdigueira, Ave do Ano 2018
» Mais sobre a IBA Serra de Monchique (Pdf)






Política de privacidade, adicione aos favoritos, sugira este site © 2010 spea - Todos os direitos reservados.
Seara.com