Bem vindo ao site da SPEA - sociedade portuguesa para o estudo de aves

Opções do site

Subscrever Newsletter

Outras opções do site

Pesquisar no site

Data actual

Principais opções do site

D
S
T
Q
Q
S
S
 
 
 
 
 
1
3
4
5
7
10
11
12
13
14
17
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
31
 
 
 
 
 
 
A Nossa Missão
A SPEA é uma ONG de ambiente sem fins lucrativos, que tem por missão trabalhar para o estudo e a conservação das aves e seus habitats, promovendo um desenvolvimento que garanta a viabilidade do património natural para usufruto das gerações futuras.
Comunicados


O Cagarro alerta para a saúde do nosso mar


Em 2011 a SPEA elege o Cagarro como Ave do Ano e pretende alertar para a sua situação associada à conservação dos oceanos

No âmbito da campanha Ave do Ano 2011, o Cagarro foi a ave escolhida no passado mês de Dezembro pelos sócios da Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA). Sendo uma espécie muito sensível a alterações do seu meio-ambiente, o Cagarro é considerada pelos investigadores um excelente indicador da qualidade dos oceanos

O Cagarro, também conhecida por Cagarra ou Pardela-de-bico-amarelo (Calonectris diomedea) é uma ave marinha identificada sobretudo pelo seu chamamento peculiar e estridente, apenas possível de escutar nos Arquipélagos dos Açores, Madeira e Berlengas. No entanto, também é possível ver esta ave de passagem ao longo da costa continental.

Esta espécie passa grande parte da sua vida no mar e apenas quando atinge 5 a 8 anos de idade vem a terra ter a sua cria. É fiel ao seu parceiro e apenas coloca um ovo por ano, tornando ainda mais difícil a taxa de sucesso de reprodução.

É uma espécie considerada “Vulnerável” em Portugal continental e “Pouco Preocupante” nas ilhas. A maioria das populações de cagarros encontram-se nas áreas costeiras portuguesas o que acresce a nossa responsabilidade de fazer algo que impeça a continuação do declínio da espécie.

A poluição marinha derivada dos combustíveis fósseis, a captura acidental pela pesca, a iluminação urbana, a degradação e destruição do habitat de nidificação, e o aumento de predadores nas zonas de nidificação são ameaças sérias que têm vindo a comprometer o futuro da espécie.

O decréscimo do número de cagarros demonstra bem a grave situação do nosso mar. Até à data a SPEA já definiu as Áreas Importantes para as Aves no mar e está à espera que estas passem a ter protecção legal. Esta situação apenas foi possível devido à recolha de dados nos últimos anos acerca dos locais onde as aves marinhas se alimentam e nidificam, tendo sido o Cagarro a espécie que forneceu mais informação para este fim.

Em 2011 pretendemos sensibilizar para a situação desta espécie e do seu habitat e criar condições para que num futuro próximo aumente o seu número. Estão previstas acções de observação de aves marinhas, a produção de merchandising cujos lucros revertem para projectos de conservação, a construção de ninhos artificiais entre outras acções estratégicas.

Segundo Luís Costa, Director Executivo da SPEA, “Ter o Cagarro como protagonista da campanha da Ave do Ano 2011 salienta o enorme progresso do conhecimento que temos sobre esta espécie e aves marinhas em geral, e a necessidade de designar áreas protegidas nos nossos mares. Estas já foram identificadas pela SPEA e pela BirdLife International e a sua protecção é fundamental para a boa gestão das Áreas mais Importantes para as aves mais ameaçadas do mundo: as aves marinhas."

Comunicado de Imprensa Açores e continente (PDF)


Comunicado de Imprensa Madeira (PDF)

Fotografia para download de Pedro Geraldes

Foto: Cagarro © Pedro Geraldes





Política de privacidade, adicione aos favoritos, sugira este site © 2010 spea - Todos os direitos reservados.
Seara.com