Bem vindo ao site da SPEA - sociedade portuguesa para o estudo de aves

Opções do site

Subscrever Newsletter

Outras opções do site

Pesquisar no site

Data actual

Principais opções do site

Novembro 2019
D
S
T
Q
Q
S
S
 
 
 
 
 
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
A Nossa Missão
A SPEA é uma ONG de ambiente sem fins lucrativos, que tem por missão trabalhar para o estudo e a conservação das aves e seus habitats, promovendo um desenvolvimento que garanta a viabilidade do património natural para usufruto das gerações futuras.
Home  > Estudo e Conservação > Censos > Atlas Nidificantes
imprimir

Atlas Nidificantes
III Atlas das Aves Nidificantes de Portugal

A SPEA, o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, o Laboratório de Ornitologia da Universidade de Évora, o Serviço do Parque Natural da Madeira e várias outras organizações que se juntarão ao projeto, iniciaram a 15 de março de 2015 os trabalhos de campo do III Atlas das Aves Nidificantes de Portugal (AAN). Este novo projeto, que se prolonga até 2020, surge da necessidade de, dez anos depois do anterior atlas das aves nidicantes, fazer-se um novo levantamento completo da distribuição e abundância das aves reprodutoras em todo o território nacional . O projeto irá também contribuir para o 2.º Atlas Europeu das Aves Nidificantes, para a atualização da Lista Vermelha das Aves de Portugal e para o relatório nacional da Diretiva Aves. 

A tarefa é grande e difícil, mas os ornitólogos portugueses têm dado provas de conseguir o que muitos consideram impossível. Um projeto desta envergadura necessita da participação de todos os observadores de aves, profissionais e amadores, nomeadamente nas visitas sistemáticas às quadrículas, e todos estão convidados a participar!  


ATLAS – UM DESAFIO PARA TODOS

Os Atlas têm sempre mobilizado a vasta comunidade ornitológica do país, em várias fases dos projetos (da recolha de dados à escrita de textos, etc). Dada a sua dimensão, estes projetos também acarretam diversos constrangimentos financeiros à sua execução, e o III Atlas das Aves Nidificantes de Portugal não tem sido exceção. 

Desde o início deste Atlas, a SPEA e parceiros têm tentando encontrar financiamento específico para poder apoiar a participação dos observadores através de um apoio financeiro; contudo, tal ainda não foi possível, nem no âmbito dos financiamentos POSEUR. De facto, em 2018, a SPEA, em ligação com o ICNF, assumiu a responsabilidade da gestão de um financiamento para proceder à revisão da Lista Vermelha das Aves de Portugal Continental obtido através do POSEUR, mas este tipo de projetos apenas permite o financiamento da recolha de dados no campo por entidades contratadas em concurso público (já promovido), procurando-se que este trabalho contratado também contribua para colmatar falhas de informação do Atlas nas épocas de campo de 2019 e 2020, sobretudo em regiões que têm um número reduzido de colaboradores voluntários ou áreas remotas de difícil acesso. 
 
Apesar de não ser possível apoiar financeiramente os voluntários, temos procurado criar melhores condições de colaboração, com mais comunicação pelo coordenador do Atlas, várias ações de informação e treino sobre a metodologia atlas, e mais feedback sobre os resultados provisórios. Neste contexto, e agradecendo mais uma vez a colaboração de todos neste projeto que pretende tornar-se uma obra de referência, continuamos a acreditar que podemos contar com todos pois quaisquer observações, sistemáticas ou ocasionais, contam, desde que tenham código de nidificação.
 


AGRADECIMENTO 2019 | COLABORAR ENTRE ÉPOCAS DE CAMPO

Agradecendo a colaboração de todos os observadores na época de campo 2019, informamos que os trabalhos de campo do III Atlas das Aves Nidificantes recomeçam em Março 2020: a 15/03/2020 a sul do rio Douro e no arquipélago da Madeira); e a 30/03/2020 a norte do rio Douro e no arquipélago dos Açores. Mas enquanto não recomeça a nova época de campo, há várias formas de contribuir para este projeto:


1) Se colaborou com visitas sistemáticas na época anterior:
- Verificar os dados de todas listas sistemáticas no PortugalAves eBird, com especial atenção para a inclusão dos códigos de nidificação. Esta ação é fundamental para que, na próxima época, a quadrícula não seja assumida, incorrectamente, como incompleta, e evitar que o esforço dos observadores, muitos deles voluntários, "desperdiçado" visitando quadrículas que já estavam visitadas (e “apenas” não registadas).
- Verificar se os dados das visitas sistemáticas estão inseridos no PortugalAves eBird com o protocolo “Atlas das Aves Nidificantes” (e não protocolo “Lista de Percurso”), para permitir uma mais rápida separação dos dados do Atlas do conjunto dos dados da plataforma, fundamental para uma análise de dados também mais célere e para o planeamento da próxima época de campo. 

2) Se colocou listas de observações não-sistemáticas* no PortugalAves eBird:
Revisitar estas suas listas do PortugalAves eBird  para as completar com códigos de nidificação que possam estar em falta. Em caso de dúvida, pode consultar a página 7 do Manual do Observador.

 * todas as observações que não seguem o protocolo das visitas sistemáticas do atlas
 
3) Continuar atento ao comportamento das aves em nosso redor
Há várias espécies que têm/podem ter épocas de reprodução temporalmente mais alargadas (exemplo: pombo-das-cidades, bico-de-lacre e restantes espécies exóticas), não se limitando ao período das visitas sistemáticas. Por este motivo, os registos obtidos em qualquer época do ano que evidenciem comportamento reprodutor devem sempre ser submetidos ao PortugalAves eBird com o código de nidificação adequado.


Obrigado!

Pedro Cardia | Pela Equipa do Atlas


INSCRIÇÕES
As inscrições para participar como voluntário, nomeadamente nas visitas sistemáticas às quadrículas, já estão abertas. Para participar, agradecemos que preencha o formulário em baixo ou contacte diretamente os Responsáveis Regionais (RR). Depois da pré-inscrição será contactado pelos RR ou pela coordenação geral de voluntários, para atribuição de quadrículas e envio de informação mais detalhada. Se no prazo de 1 semana não obtiver resposta, não hesite em contactar-nos novamente. 



CONTACTOS 

- Coordenação do projeto:
Pedro Cardia | 3atlas.nidificantes[arroba]gmail.com | 962 654 588

- Apoio geral de voluntários:
Vanessa Oliveira | vanessa.oliveira[arroba]spea.pt | 21 322 0430

Responsáveis regionais: descarregue lista de contactos (atualização 08.04.2019)



Nota: substituir [arroba] por @




OUTROS DOCUMENTOS




FOTOS: pisco-de-peito-ruivo (Faísca); observador de aves (Wester van der Loo)






Política de privacidade, adicione aos favoritos, sugira este site © 2010 spea - Todos os direitos reservados.
Seara.com