Bem vindo ao site da SPEA - sociedade portuguesa para o estudo de aves

Opções do site

Subscrever Newsletter

Outras opções do site

Pesquisar no site

Data actual

Principais opções do site

Setembro 2019
D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
8
9
10
11
13
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
29
30
 
 
 
 
 
A Nossa Missão
A SPEA é uma ONG de ambiente sem fins lucrativos, que tem por missão trabalhar para o estudo e a conservação das aves e seus habitats, promovendo um desenvolvimento que garanta a viabilidade do património natural para usufruto das gerações futuras.
Home  > Estudo e Conservação > Projetos > MedAves Pesca
imprimir

MedAves Pesca



MedAves Pesca – Medidas para a redução das capturas acidentais de aves marinhas em artes de pesca (MAR-01.04.02-FEAMP-0023)

A captura acidental de aves marinhas em embarcações de pesca é atualmente um importante tema de conservação a nível global, sendo frequentemente apontada como uma das causas que tem conduzido a declínios populacionais de diferentes espécies de aves marinhas. As estimativas mais recentes apontam para cerca de 200.000 aves capturadas acidentalmente por ano, apenas nas águas europeias.

Estas capturas acidentais também acarretam impactos negativos para os pescadores, consumindo bastante tempo extra à tripulação e danificando artes de pesca. É por isso fundamental estabelecer parcerias entre o setor da pesca e a comunidade científica, para encontrar soluções conjuntas.

Estudos pioneiros em Portugal identificaram que as redes de emalhar, palangres e redes de cerco são as artes de pesca com maior impacto nas populações de aves marinhas. Apesar dos recentes avanços há ainda grandes lacunas de conhecimento sobre este tema no nosso território, o que impede uma avaliação realista do verdadeiro impacto desta ameaça.

Este projeto, que decorre entre julho de 2018 e julho de2020 pretende colmatar parte desta lacuna de conhecimento ao:
a) Analisar a sobreposição entre a atividade da pesca e as aves marinhas em todas as 5 Zonas de Proteção Especial (ZPE) do continente, identificando assim as áreas mais vulneráveis às capturas acidentais. Para a ZPE das Ilhas Berlengas, onde a SPEA tem trabalhado nos últimos anos, já temos essa informação mais detalhada disponível, sendo possível dar um passo em frente com:
b) O desenvolvimento e teste de medidas de mitigação para capturas acidentais.
Serão assim desenvolvidas e testadas a bordo de embarcações de pesca 2 medidas inovadoras para as redes de emalhar e palangre. Este trabalho será realizado em estreita colaboração com a comunidade piscatória de Peniche e visa encontrar soluções acessíveis aos pescadores, facilmente implementadas e que reduzam as capturas de aves na pesca.
Todo este trabalho contribuirá para dar cumprimento ao Programa de Medidas da Diretiva Quadro Estratégia Marinha (DQEM), cujo objetivo principal é alcançar o bom estado ambiental no meio marinho até 2020.
De forma a disseminar os resultados obtidos ao longo do projeto e a sensibilizar a comunidade piscatória para a temática das capturas acidentais de aves marinhas, será desenvolvida:
c) Uma campanha de sensibilização no porto de pesca de Peniche, com recurso a formatos interactivos, e em parceria com a ADEPE – Associação para o Desenvolvimento de Peniche

Para ir acompanhando o desenvolvimento e notícias deste projeto, siga o Diário de Bordo aqui.

Data de início: 01-07-2018
Data de conclusão: 30-06-2020
Custo total elegível:   260,085.83 Euros
Comparticipação comunitária:  195,064.37 Euros
Comparticipação nacional: 65,021.46 Euros

Para mais informações contacte joana.andrade(arroba)spea.pt








Política de privacidade, adicione aos favoritos, sugira este site © 2010 spea - Todos os direitos reservados.
Seara.com