Bem vindo ao site da SPEA - sociedade portuguesa para o estudo de aves

Opções do site

Subscrever Newsletter

Outras opções do site

Pesquisar no site

Data actual

Principais opções do site

D
S
T
Q
Q
S
S
 
 
 
 
1
2
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
A Nossa Missão
A SPEA é uma ONG de ambiente sem fins lucrativos, que tem por missão trabalhar para o estudo e a conservação das aves e seus habitats, promovendo um desenvolvimento que garanta a viabilidade do património natural para usufruto das gerações futuras.
Notícias


Retirada de chorão cria logo LIFE+ Berlengas


A remoção de chorão existente na ilha da Berlenga, tem sido uma das prioridades do projeto LIFE+ Berlengas. O desafio desta vez foi fazer um logótipo gigante para divulgar esta ambiciosa iniciativa a todos os visitantes da ilha.

No âmbito do projeto LIFE+ Berlengas uma equipa, desta vez constituída por 2 técnicos da SPEA, uma estagiária e pelos vigilantes da Reserva Natural das Berlengas (ICNF), deslocou-se ao arquipélago com o objetivo de continuar os trabalhos iniciados em 2014.

Desta forma, continuaram-se os trabalhos de remoção de chorão na maior mancha existente na ilha, na encosta da Flandres. Nesta intervenção surgiu a ideia de fazer um logótipo gigante do projeto LIFE+ Berlengas, com o objetivo de divulgar esta ambiciosa iniciativa do projeto a todos os visitantes da ilha.

Para além dos trabalhos de remoção de chorão, prosseguiu-se com a atividade de captura e recaptura de ratos e coelhos na ilha da Berlenga que, por diferentes razões, constituem importantes ameaças à conservação deste delicado ecossistema insular. Nesta fase inicial do projeto pretende-se fazer uma caracterização base sobre a abundância e a genética destes mamíferos. Assim, caso sejam encontrados ratos ou coelhos na ilha após a sua remoção, com base nas amostras genéticas recolhidas, será possível perceber se esses hipotéticos indivíduos resistiram à remoção, ou se entraram na ilha a partir do continente.  

Houve ainda tempo para uma deslocação ao ilhéu Farilhão Grande. Nesta altura, em plena época de reprodução, os roques-de-castro Hydrobates castro, andam atarefados a alimentar as crias no ninho. Nesta visita foram monitorizados alguns dos ninhos conhecidos para avaliar o seu sucesso reprodutor. Um dos casais controlados escolheu este ano um dos ninhos artificiais construídos pela SPEA em 2012, e tem, neste momento, uma cria!

Fizeram-se também contagens das gaivotas-de-patas-amarelas Larus michahellis presentes em cada um dos ilhéus dos Farilhões, para se tentar perceber qual poderá ser a pressão destas aves predadoras sobre os roques-de-castro que ali nidificam.  

A SPEA gostaria de agradecer à estagiária Emília Santos pela ajuda durante esta missão nas Berlengas e ao constante e fundamental apoio da Capitania do Porto de Peniche no transporte da equipa para a ilha.

O LIFE+ Berlengas é coordenado pela SPEA e conta com a parceria do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, da Câmara Municipal de Peniche e da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, tendo ainda a Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar do Instituto Politécnico de Leiria como observador externo. Este projeto, que teve início a 1 de junho de 2014, será implementado até 30 de setembro de 2018 e é co-financiado pela Comissão Europeia ao abrigo do programa LIFE+.




20 de janeiro 2015




Política de privacidade, adicione aos favoritos, sugira este site © 2010 spea - Todos os direitos reservados.
Seara.com