Bem vindo ao site da SPEA - sociedade portuguesa para o estudo de aves

Opções do site

Subscrever Newsletter

Outras opções do site

Pesquisar no site

Data actual

Principais opções do site

Novembro 2019
D
S
T
Q
Q
S
S
 
 
 
 
 
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
A Nossa Missão
A SPEA é uma ONG de ambiente sem fins lucrativos, que tem por missão trabalhar para o estudo e a conservação das aves e seus habitats, promovendo um desenvolvimento que garanta a viabilidade do património natural para usufruto das gerações futuras.
Home  > Quem Somos > Equipa > Órgãos Associativos
imprimir

Órgãos Associativos
A SPEA rege-se pelos Estatutos, pelo Regulamento Interno, pelas deliberações da Assembleia Geral, bem como pelas disposições aplicáveis do Código Civil e Legislação Complementar. Os atuais órgãos associativos da SPEA são:

  • Mesa da Assembleia Geral
A Mesa da Assembleia Geral é composta por um Presidente, um Vice Presidente e um Secretário. Ao Presidente da Mesa da Assembleia Geral compete convocar e dirigir as sessões de Assembleia Geral. A atual Mesa da Assembleia Geral é composta pelos seguintes membros:

Jorge M. Palmeirim | Sócio n.º 70 | Presidente
Biólogo, Professor Associado no Departamento de Biologia Animal da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e membro do Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais, onde coordena o grupo de Biodiversidade Tropical e Mediterrânica. Obteve a licenciatura nas Universidades de Luanda e Lisboa e o mestrado e doutoramento na Universidade do Kansas (EUA). A sua investigação foca principalmente temas de Ecologia da Conservação, envolvendo em geral aves e morcegos. Sócio fundador da SPEA.

Carlos Pimenta | Sócio n.º 1207 | Vice-presidente
Membro fundador do Grupo para o Estudo do Paleolítico Português (GEPP) dedicou grande parte da sua atividade a dois domínios de pesquisa: Arqueologia e Biologia. Integra desde o ano 2000 o Laboratório de Arqueociências da Direção Geral do Património Cultural (atual LARC). No setor da Arqueozooloogia é co-responsável pela constituição das coleções osteológicas de referência das quais é curador. A sua investigação incide no estudo de comunidades de micro-vertebrados e de ornitofauna de diferentes jazidas do Quaternário da Península Ibérica.

Ricardo Jorge Lopes | Sócio n.º 185 | Secretário
Biólogo com Mestrado em Ecologia e Doutoramento em Biologia (Universidade de Coimbra). É investigador no Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos (CIBIO) e gestor da coleção de Aves do Museu de História Natural e da Ciência (MHNC-UP) da Universidade do Porto. Estuda populações de aves em perigo de extinção, nomeadamente em aves limícolas, da Macaronésia e do Mediterrâneo e as bases genéticas para os principais fenótipos das aves. Pertenceu à comissão editorial da revista Airo e de vários Congressos de Ornitologia da SPEA, membro da Comissão Científica do III Atlas das Aves Nidificantes de Portugal e vigilante da IBA Estuário do Mondego. Saiba mais AQUI

Pedro Monteiro | Sócio Nº1810 | Suplente
Colabora com a SPEA desde 2005 na promoção e divulgação dos trabalhos SPEA Açores (LIFE Priolo). Colaborou na realização de exposições de fotografia em São Miguel, Lisboa, Bruxelas (Parlamento Europeu), Bélgica e na BirdFair - feira de referência de birdwatching. Publicou várias fotografias do Priolo em publicações de destaque como National Geographic. Repórter fotográfico para o jornal Correio dos Açores.

  • Conselho fiscal
O Conselho Fiscal é o órgão que tem a competência de examinar a escrita da SPEA e elaborar um parecer sobre o Relatório e Contas da Direção Nacional e divulgá-lo em Assembleia Geral Ordinária. É constituído por um Presidente, um Secretário e um Relator. O atual Conselho Fiscal é composto pelos seguintes membros:

José da Costa Leal | Sócio n.º 3754 | Presidente
Lisboeta desde 1955, e licenciado em Engenharia Electrotécnica pelo IST, fez a sua vida profissional por empresas do sector de Informática (Digital Equipment Portugal) e das Comunicações (Marconi e Correios de Portugal), coordenando e desenvolvendo projectos em vários países (Espanha, Cabo Verde, Angola e Bulgária). A utilização dos Sistemas de Informação como forma de melhorar as operações e o serviço ao Cliente estiveram sempre presentes ao longo de quase 40 anos de vida profissional. Sócio da SPEA desde 2014 tem aliado o gosto pela fotografia ao da observação de aves desde então.
Carlos Vilhena | Sócio n.º 93 | Secretário
Observador da aves desde 1990, associado da SPEA logo após a sua formação e vida profissional ligado à banca. Colaborador em trabalhos como " Aves na sua propriedade", ambos os "Atlas de Aves Nidificantes", " Atlas de aves  Invernantes" e  "Censo de Aves Comuns".

Alexandra Mendes | Sócio n.º 415 | Relator
Licenciada em Matemática Aplicada pelo Instituto Superior Técnico, iniciou a sua atividade como docente de ensino básico em 1997 e como docente de ensino superior politécnico em 1999, na Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar do Instituto Politécnico de Leiria, onde permanece até à atualidade. Concluiu as pós-graduações em Estatística e Gestão da Informação pelo ISEGI e em Ensino das Ciências – Especialidade em Ensino da Matemática pela Universidade Aberta. Encontra-se em fase de conclusão do Doutoramento em Gestão do Turismo pelo ISCTE e Universidade Europeia.

  • Direção Nacional
A Direção Nacional da SPEA, órgão que dirige a Sociedade, é constituída por cinco elementos: Presidente, Vice-presidente, Tesoureiro e dois Vogais. Compete à Direção Nacional, entre outras tarefas (ver Estatutos e Regulamento Interno), executar o Programa e Orçamento aprovados em Assembleia geral, gerir e administrar a SPEA e apresentar contas dessa atividade. A atual Direção foi eleita em Assembleia Geral de 2 de março de 2019 e é constituída pelos seguintes membros:

Graça Lima | Sócio n.º 621 | Presidente
Nascida em Lisboa em 1953, fez os estudos secundários em Lisboa e Paris. Em 1971, ingressa no Prescott College no Arizona e, dois anos mais tarde, na Universidade do Arizona em Tucson, onde finaliza o mestrado em ecologia evolutiva, especialização em biologia de sistemas de deserto com o trabalho realizado no Thar Desert do Rajastão na Índia. Embora em estrita colaboração com vários projetos de investigação, nunca deixou de se interessar sobre o estudo da linguística histórica para o qual fez estudos na School for General Studies da Universidade Columbia em Nova Iorque. Com um doutoramento em Chinese Studies da Loyola Marymount University, é frequente colaboradora do China Institute em Nova Iorque. Atualmente colabora com instituições museológicas em Portugal, sobre aspetos da arte e história do Oriente. Um outro foco de interesse tem sido a história da alimentação e a prática das primeiras culturas agrícolas do neolítico, fazendo parte do grupo PlantCult e proferindo várias palestras sobre o tema da alimentação e a história das substâncias.

Paulo Travassos | Sócio n.º 452 | Vice-presidente
Nascido em março de 1966, é Técnico de Qualidade Ambiental desde 1988 (UNINOVA. Faculdade de Ciências e Tecnologia - Universidade Nova de Lisboa) e frequentou o curso de Medicina Veterinária na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD). É membro da equipa técnica do Laboratório de Ecologia Aplicada (LEA-UTAD) onde exerce a sua atividade em estudos de impacte ambiental, e na inventariação e monitorização de vertebrados terrestres em diferentes contextos ecológicos. Têm participado, como voluntário e coordenador regional, em diferentes censos e atlas de avifauna. Foi formador pela SPEA em cursos de Ornitologia e monitor em acções de Educação e Sensibilização Ambiental promovidas por diversas associações e instituições. É autor e co-autor de trabalhos técnicos e científicos em ornitologia, ecologia e patologia de fauna selvagem.

Peter Penning | Sócio n.º 3477 | Tesoureiro
Nasceu em Hendrik-Ido-Ambacht nos pólderes da Holanda em 1965 com o som dos abibes e Limosa limosa nos ouvidos. Não se lembra de não observar aves. Acredita na proteção das paisagens para proteger a natureza. Quando não está a observar aves, faz a vida como consultor de sustentabilidade e estratégia, principalmente na indústria de bebida. Trabalha regularmente com empresas e ONGs em projetos de conservação e gostaria de trazer esta experiência à SPEA.

Alexandre Leitão | Sócio n.º 438 | Vogal 1
Apaixonado pelas aves, pelo seu estudo e conservação. Nascido em 1975 e sócio da SPEA desde 1998. Profissionalmente, consultor na área do ambiente, ornitólogo, e biólogo de formação, com trabalhos realizados em múltiplos países (e no mar alto, durante bastante tempo, como colaborador da SPEA). Dedica grande parte do tempo ao estudo das aves planadoras, a sua migração e impactes de infraestruturas na conservação da avifauna. Participa e participou em múltiplos projectos relacionados com a SPEA (CAC, Noctua, Arenaria, Festival de Sagres entre outros) como colaborador voluntário, para além de membro do Comité Português de Raridades.

Martim Pinheiro de Melo | Sócio n.º 67 | Vogal 2
Observador de aves desde que se lembra e sócio da SPEA desde os primeiros dias. Optou por uma carreira académica para continuar atrás das aves: tirou o curso de biologia na Faculdade de Ciências de Lisboa, um mestrado em biologia da conservação no Instituto FitzPatrick de Ornitologia Africana (África do Sul) e um doutoramento na Universidade de Edimburgo. Trabalha sobretudo nos processos que promovem a formação de novas espécies.  A sua investigao tem incidido na avifauna de África e em particular das suas ilhas oceânicas e ecológicas – centros de diversificação que constituem modelos mais simples para estudar estes processos. Os resultados da sua investigação têm contribuído para guiar estratégias de conservação para os importantes centros de endemismo do Golfo da Guiné e das florestas da escarpa e de montanha de Angola.

Nuno Barros | Sócio n.º 419 | Suplente 1
Informação em breve


Maria José Boléo | Sócio n.º 1097 | Suplente 2
Maria José Godinho Manso Boléo Tomé aprendeu a observar aves com Sasha Lima, considerando esta atividade uma das mais apaixonantes. É licenciada em Filosofia pela Faculdade de Letras de Lisboa, com o Mestrado em Antropologia Visual/Relações Interculturais, pela Universidade Aberta. A sua carreira tem sido construída desbravando caminhos pelo território nacional, desde os Açores até Lisboa, passando pelo Alentejo. Lecciona no Ensino Secundário, onde procura alargar os horizontes aos alunos, quer do ponto de vista axiológico, quer no âmbito de uma filosofia ambiental.  







Política de privacidade, adicione aos favoritos, sugira este site © 2010 spea - Todos os direitos reservados.
Seara.com